Wynwood Art District: as dicas do bairro de Miami

por   Natalia Manczyk
0 Comentários
Wynwood Art District: Dicas sobre o bairro de Miami

Antes de passear em Wynwood Art District, o bairro mais colorido de Miami, todo mundo escolhe um look bem fashion, com cores vibrantes ou estampas, só para combinar com o cenário da vizinhança.

Em seguida, não tem quem não faça poses para fotos diante dos grafites nos muros de Wynwood. Eles estão enfeitando as galerias de arte, lojas de roupas sustentáveis, cafeterias orgânicas e sorveterias que estão pelo bairro de Wynwood, e fazer ser uma delícia caminhar por lá. 

Os muros coloridos começam a aparecer a partir da 22nd Street, na esquina com a 2nd Avenue. Mas a maior concentração está entre as ruas NW 24th e 26th, o endereço de um imenso pátio, cercado de murais, cujo nome pegou: Wynwood Walls.

Organize a sua viagem:

Assim, a área é o marco zero de Wynwood e ganhou a arte de grafiteiros de várias partes do mundo, como os paulistas OSGEMEOS.

Wynwood Walls

Wynwood Walls

Wynwood já foi um antigo bairro industrial de Miami, onde se instalaram famílias de operários e imigrantes, principalmente cubanos e porto-riquenhos.

Quem não sabe da história caminha hoje pelas quadras alegres sem imaginar que o hoje Wynwood Art District era a área das ruas desoladoras e do tráfico de drogas.

Dessa maneira, os 200 murais coloridos que chegaram a Wynwood a partir de 2009 revigoraram a região, que deve ser visitada por quem gosta de arte, moda e comida saudável.

(Não me aguentei e fiz as minhas fotos também…)

Wynwood Walls

Não me aguentei e fiz as minhas fotos também

Leia mais:

Restaurantes do Wynwood Art District

É provável que você enfrente filas para fazer suas fotos na frente de cada mural. Depois de finalmente conseguir as fotos, vale a pena ir a um dos dois ótimos restaurantes de Wynwood Walls: o Wynwood Kitchen & Bar e o badalado Joey’s.

Wynwood Kitchen

O Wynwood Kitchen é supercolorido e certamente deixa o bairro ainda mais alegre ao colocar cadeiras coloridas no terraço do restaurante.

Ali, o chef peruano Miguel Aguilar oferece comida latina, como ceviche (US$ 16), empanadas de frango (US$ 8) e pratos mais elaborados, como o peito de pato com molho japonês ponsu (US$ 16).

É uma delícia parar no restaurante durante o dia como um refresco do calorão de Miami, mas é no fim de tarde que o lugar lota, especialmente no happy hour  das quintas-feiras, quando recebe DJs que fazem a trilha sonora.

Restaurante Wynwood Kitchen, em Wynwood Art District Restaurante Wynwood Kitchen, em Wynwood Art District

Joey’s

Já o Joey’s serve comida italiana em um gostoso jardim. Foi o primeiro restaurante no bairro,  aberto em 2008 por Joey Goldman, filho de Tony Goldman, o grande investidor responsável por apostar em Wynwood e revitalizá-lo.

A ideia de Tony era transformar a Wynwood de tal forma que suas paredes parecessem telas de pintura a céu aberto, e, para isso, convidou vários artistas para pintarem os muros do bairro.

A partir daí vieram os bares, restaurantes e as galerias. Mas Tony não era um novato nessa área. Foi ele quem revitalizou South Beach. Assim, comprou os antigos predinhos art déco e recriou a região como ela é conhecida hoje.

No Joey’s, o ambiente é elegante. Tem mesas de mármore onde já sentaram gente como Jay-Z e Beyoncé para provar as massas feitas na própria casa.

Apesar de frequentado pela classe alta de Miami, o preço não é estratosférico: o spagghetti ao vongole com molho de vinho branco custa US$ 22 e a pizza coberta com parma e funghi sai a US$ 18,50.

Restaurante Joey`s, em Wynwood Walls

O Joey`s tem esse terraço gostoso

Outras opções culinárias interessantes

Em matéria de comida, outra sensação do Wynwood Art District é a Zak the Baker, a padaria kosher de Zak Stern, considerada pelo jornal Miami New Times  a melhor da cidade.

Um diferencial interessante: Zak escreve o menu todos os dias em rolos de papel kraft pendurados na parede. Também é interessante ver que todo mundo se reúne lá.

De religiosos a hipsters se misturam na longa fila, que se forma especialmente às sextas-feiras, já que o restaurante fecha aos sábados para seguir o shabat (o dia de descanso do judaísmo).

Os pães e doces estão espalhados por vários supermercados de Miami, mas claro que o que todos querem é comer na própria padaria.

As mesas ficam de frente para a cozinha aberta. Então, comi um croissant quentinho enquanto eu sentia o aroma de mais dezenas de pães quentinhos saindo do forno. Logo, trata-se de um perigo enorme para a dieta. 

restaurante Zak the Baker em Wynwood Art District

Wynwood tem comida, diversão e arte

A Zak the Baker fica no número 205 da NW 26th, a uma quadra de Wynwood Walls. No número 495, a poucos passos da padaria, uma porta discreta esconde a nova deli de Zak.

Ela foi aberta em janeiro de 2017 com um fuzuê tão grande que ele teve que fechar o estabelecimento poucas horas depois para controlar a quantidade de gente.

Mais um ponto que concentra a galera no Wynwood Art District é o minishopping Wynwood Block. É em um antigo galpão que se transformou afim de virar uma galeria de cafés e lojas bem descoladas, como a de roupas africanas e a de cartões coloridos (duas que eu adorei).

Mas o mais bacana é a decoração: os corredores do minishopping são pintados com estampas de zebra, o que dá um clima surreal ao espaço.

Wynwood Art District, o Wynwood Block

A galeria com lojas Wynwood Block

Wynwood Art District, o Wynwood Block

Adorei essas mesinhas no fundo de Wynwood Block

Wynwood também está cheio de galerias de arte. Assim, basta você dar no máximo dez passos e certamente topará com alguma. Afinal, são 23 na região. 

Galeria de arte de Wynwood Art District

Festas e compras no Wynwood Art District

Todo domingo, das 16h às 23h, um DJ toca reggae no Wynwood Yard, mais um pátio vibrante de Wynwood. Por lá, a opção na hora da fome são os foodtrucks que se instalam para o evento.

Só tenham atenção: domingo não é dos melhores dias para passear pelo bairro, já que as lojas e galerias estão fechadas.

Um bom dia para estar em Wynwood é no segundo sábado do mês, quando acontece a Art Walk. A partir das 18h, e sem hora para acabar, galerias, lojas e restaurantes deixam as portas abertas, e as ruas ficam lotadas.

Dessa forma, food trucks e feiras de roupas moderninhas também ocupam os quarteirões de Wynwood, o bairro mais legal de Miami.

Loja de Wynwood Art District

Além de Wynwood

Como em Miami é impossível resistir a umas comprinhas, no mesmo dia que você for passear no Wynwood Art District, vale a pena ir à região onde estão as lojas com promoções.

É ali perto. O endereço, a só 1,5 km de Wynwood Walls, é a esquina da Miami Avenue com a NW 36 th Street. Lá estão, uma do lado da outra, a Target, Marshalls, Ross Dress for Less, Carter’s e Payless. São ótimas e a região é bem bonita.

Seguindo pela Miami Ave. até a 39 th Street, o estilo muda completamente. É o Design District, onde estão as grifes, como Tom Ford, Christian Louboutin e Hermès. Mesmo que você não vá comprar nada, o bairro também é bonito e gostoso para passear.Wynwood Art District compras

Gostou do conteúdo que você leu sobre Wynwood? Então planeje aqui a sua viagem

Você não paga a mais por isso, tem direito a descontos e ajuda o Porta de Embarque a produzir ainda mais conteúdo

Seguro viagem com o melhor preço. Compare o preço de todos os seguros viagem, escolha o seu e ainda ganhe 5% de desconto

Reserve seu hotel no Booking.com. Você encontra ofertas de hospedagem e ainda pode cancelar quando quiser

Alugue seu carro comparando o preço em mais de 100 locadoras. E o que é melhor: sem IOF e com parcelas de até 12 vezes sem juros.

Viaje conectado. Tenha chip de internet no celular funcionando sempre bem e com desconto de 5%. É so digitar o cupom PORTADEEMBARQUE5.

 

Summary
0 Comentários
12

Você também pode gostar de