Dica de hotel em Bariloche: El Casco Art Hotel

por   Natalia Manczyk
0 Comentários

Os hotéis em Bariloche estão principalmente em duas regiões: concentrados no centro ou espalhados ao redor do imenso lago Nahuel Huapi,  o responsável por enfeitar a cidade.

Assim sendo, ficar no centro é para quem quer estar a poucos passos das lojas e restaurantes. Já os hotéis ao longo do lago são mais românticos, perfeitos para dormir e acordar com um visual maravilhoso formado pelas montanhas nevadas e pelas águas. É assim o clima de quem se hospeda no lindo El Casco Art Hotel.

Dessa forma, a proposta já é diferente de qualquer outro: o El Casco Art Hotel  é ao mesmo tempo hotel e galeria de arte. A ideia foi de Inacio Gutiérrez Zaldívar, proprietário de uma famosa galeria de arte em Buenos Aires, a Zurbaran Galeria.

Ele colocou no hotel cerca de 1000 obras (entre pinturas e esculturas) dos principais artistas argentinos, espalhadas pelos quartos, pelo hall e pelos jardins, o que dá um toque ainda mais elegante.

Desse modo, na porta de cada habitação, uma plaquinha indica um nome. Entretanto, não é de alguém famoso que se hospedou ali nem de um financiador. É do artista que enfeita o seu quarto, afinal cada habitação é decorada com quadros de um artista diferente.

Dessa forma, as informações sobre o pintor estão naquela pastinha que costuma ser deixada nos quartos com instruções sobre as instalações do hotel.

Veja mais: 

Esse é um grande ponto positivo: a  personalização, já que só o meu quarto tinha aqueles quadros e só eu tinha textos sobre a artista. Se o hóspede quiser comprar a decoração do quarto, tudo bem. No meu caso, os quadros custavam de US$ 5.000 a US$ 7.000.

Como é ficar no El Casco Art Hotel

A entrada e o lobby de pedras são bem elegantes. Mas já ao entrar no El Casco, claro que o chama a atenção é a vista para o lago.

O hotel sabe disso, e visual  bonito por lá é o que não falta. O hall é todo envidraçado, o restaurante também, a piscina, a academia… enfim, é hipnotizante sentar em uma poltrona pelo hotel e ficar admirando a vista lá fora.

Dica de hotel em Bariloche_IMG_2558Os quartos estão espalhados por dois andares e, com exceção da categoria Studio Bustillo, todas as habitações têm vista para o lago.

Nahuel Corner

Fiquei na Nahuel Corner, com uma janelona com vista para as águas e para o lindo jardim do hotel. O quarto é espaçoso: são 52 m2, com direito a um grande banheiro com banheira, TV, secador de cabelo, ammenities, uma garrafa de água cortesia por dia e caixas de som de ótima qualidade para ouvir música.

O canto mais  gostoso são as duas poltronas em frente à janela, claro. E, para quem quiser trabalhar, é só sentar à frente da escrivaninha, que a inspiração chega fácil.

A parte externa

Depois de me instalar e criar forças para sair desse meu lugar preferido no El Casco,  fui dar uma volta pelo jardim e aproveitar a piscina e academia.

Se a ideia é relaxar completamente, não tem coisa melhor do que caminhar pelos gramados do El Casco. São cheios de obras de arte, banhados pelas águas calmas do lago e visitados por pássaros – até alguns patos chocando eu vi por lá.

Para aproveitar o clima bucólico, há vários bancos em frente ao lago.  E, para quem quiser fazer alguma atividade na água, é só falar com a recepção que o hotel organiza atividades pelos arredores.

O stand up custa de 1500 a 2500 pesos (R$ 150 a R$ 251), o caiaque sai em média 1800 pesos (R$ 180) e, para alugar em galera um barco privativo, custa US$ 600 para meio dia de passeio.

Dica de hotel em Bariloche_El casco Art Hotel - 3
A piscina é outro lugar delicioso do El Casco. Fica bem ao lado da academia, é aquecida e tem tanto uma área interna quanto externa.

E, como não poderia deixar de ser, é bem de frente para o lago e as montanhas.Na área interna, há espreguiçadeiras suficientes para todo mundo, e um mimo: sucos, agua e chá para tomar olhando o visual.

A piscina fecha às 22h, e já que fui no verão, dava tempo de voltar do passeio, ir para a academia, pular na piscina e ainda aproveitar a sauna.

Há uma sauna a vapor e uma sauna seca nos vestiários masculino e feminino, uma separação que eu pessoalmente gosto por deixar as mulheres mais à vontade.

Dica de hotel em Bariloche_El casco Art Hotel - 7

O restaurante do El Casco

No El Casco está incluído o café da manhã, servido em um restaurante com janelonas do chão ao teto, e, adivinhem, com uma bela vista para o lago.

É bem completo, e ao mesmo tempo privativo. Por ser servido em um singelo balcão no fundo do salão, dá a impressão de que estamos em um café da manhã ou brunch tranquilo na casa de um amigo, e não em um daqueles hotelzões com centenas de opções, barulho e criançada correndo para lá e para cá.

Restaurante onde é servido o café da manhã e o jantar

Dica de hotel em Bariloche:El Casco Art Hotel

O restaurante também tem vista para o lago

 

Quitutes do café da manhã

Cereais, geleias, alfajores, croissants, pães de forma e  ovos que podem ser feitos como você quiser são algumas das opções
para o café da manhã.

Já o jantar é à la carte: o menu com dois passos custa 810 pesos (R$ 81); com três passos, 950 pesos (R$ 95) e, se você decidir apenas um prato, pagará 390 pesos pela entrada (R$ 39), 550 pelo prato principal (R$ 55) e 350 pesos (R$ 35) pela sobremesa, que inclui boas delicias para provar como “cremoso de doce de leite cabra, biscoito de café e pastel três leites de coco”ou a “savarin de cacau, com peras e canela, acompanhada de sorvete de açafrão” .

Programem-se bem para definir o jantar, pois praticamente não há outras opções ao redor.

Como o hotel está na avenida que margeia o lago, além de um mercadinho e um restaurante simples em frente não há mais opções de restaurantes.

Transporte

O lago visto do Cerro Campanario

O El Casco Art Hotel fica no km 11, 5 da  Bustillo, a avenida que concentra os hotéis à beira do lago. A Bustillo tem mais cara de estrada, e, para manter a tranquilidade de cada hotel, eles são distantes um do outro. Isso quer dizer que andar a pé por ali não é boa opção.

Sendo assim, para ir ao centro, a 11,5 km do hotel, o jeito é contratar um remis (motorista) por cerca de 300 pesos (R$ 30), que foi o que fiz.

Ou, para não depender dos motoristas, vocês também podem alugar um carro, o que é mais prático para ir e voltar do centro. Depois, é só deixar no estacionamento gratuito do hotel, mais uma facilidade do El Casco Art Hotel.

 

 

*Hospedagem a convite do El Casco Art Hotel. O conteúdo do post é independente, baseado na opinião livre da repórter

Gostou do conteúdo que você leu? Então planeje aqui a sua viagem

Você não paga a mais por isso, tem direito a descontos e ajuda o Porta de Embarque a produzir ainda mais conteúdo

Seguro viagem com o melhor preço. Compare o preço de todos os seguros viagem, escolha o seu e ainda ganhe 5% de desconto

Reserve seu hotel no Booking.com. Você encontra ofertas de hospedagem e ainda pode cancelar quando quiser

Alugue seu carro comparando o preço em mais de 100 locadoras. E o que é melhor: sem IOF e com parcelas de até 12 vezes sem juros.

Viaje conectado. Tenha chip de internet no celular funcionando sempre bem e com desconto de 5%. É so digitar o cupom PORTADEEMBARQUE5.

0 Comentários
15

Você também pode gostar de