Como economizar no aluguel de carro em Miami

por   Natalia Manczyk
0 Comentários
Aluguel de carro nos EUA_como economizar

Vou dividir uma dica preciosa com vocês: consegui economizar US$ 690 dólares no aluguel de carro em Miami cortando só dois dias da diária do carro. Antes que vocês pensem que a diária era estratosférica, não é nada disso. A diária custava só US$ 21. Para quem é bom de matemática, sabe que a conta não fecha, né? Então agora vem a dica para realmente economizar no aluguel do carro!

Eu ia pegar o carro alugado no aeroporto de Miami, dirigir pela costa oeste da Flórida por 700 km (uma viagem que foi maravilhosa e indico!) até chegar em Orlando , e então devolver o carro no aeroporto de Orlando. Quando vi todas as taxas que seriam cobradas, quase caí para trás:

  • Enquanto só as diárias do aluguel do carro iriam custar um total de US$ 240,80, ainda havia os extras: o seguro contra danos LDW iria custar US$ 383,88, o seguro contra terceiros (LIS) iria custar mais US$ 164 e ainda fui impelida a aceitar mais um, o Premium Emergency Roadside Assitance, que iria custar mais US$ 107,88 e seria um serviço caso eu precisasse de chaveiro ou algum conserto simples durante o caminho.
  • Mais um custo extra que eu tinha contratado inicialmente: uma taxa de US$ 40 pré-paga para que não fosse necessário encher o tanque antes de entregar o carro. Ao devolver o carro, a locadora calcularia a quantidade de galões necessária e descontaria do valor pré-pago por mim. Parecia muito prático.

Fora isso, como eu iria pegar a estrada por 10 dias, ainda aluguei um GPS, que a atendente tinha esquecido de incluir nessa primeira nota. O preço do GPS: US$ 18 por dia (ou seja, ainda seria cobrado mais US$ 216)! É importante lembrar que nenhum desses serviços é obrigatório, mas é sempre bom ter o seguro porque ninguém quer pagar milhares de dólares para o caso de bater um carro alugado, certo?

Como economizar com o Aluguel de carro nos EUA

O recibo inicial

Depois de quase chorar…

Quase sentei e chorei com o custo extra que eu não esperava. Resolvi então não alugar o carro naquele momento, cancelar, e pensar em uma maneira de diminuir os gastos. Meu hotel em Miami, o ótimo Catalina Hotel & Beach Club, fornecia transfer cortesia do aeroporto. Dica número 1: vários hotéis de Miami Beach oferecem esse transfer, que sai de hora em hora do aeroporto. Consulte o seu. Chegando ao hotel, ponto para mim: se eu estivesse de carro, o estacionamento iria me custar mais US$ 40 por dia (e essa é a média mesmo por lá!).

Dica número 2: O Uber Pool é uma pechincha em Miami! os trajetos custavam uma média de US$ 3, então usei e abusei. Ia de um bairro para o outro, à vontade! Da primeira vez, não peguei o Pool com medo de que o carro desse volta demais (e em Miami convenhamos que qualquer voltinha a mais é demorada), mas lá o serviço funciona muito bem.  Todas as vezes, o carro deixou as outras pessoas da carona exatamente no caminho, sem levar tempo a mais.

Vejam mais:

Para Wynwood (o bairro imperdível cheio de grafites) fui de carona no carro com uma amiga. A companhia estava ótima, mas me mostrou que andar de carro em Miami é mais uma furada: Os parking meters (aquelas máquinas que são uma espécie de Zona Azul para pagar para estacionar o carro) custavam US$ 5 a hora. Além de ser mais caro que o Uber Pool, voltar toda hora ali para colocar mais dinheiro atrapalha o passeio.

Aluguel de carro nos EUA_como economizar

Meu carrinho querido no dia em que estacionei nesse acostamento lindo na ilha de Sanibel

A dica principal para economizar no aluguel do carro

Ainda quebrando a cabeça para economizar, descobri a salvação! Vários cartões de crédito dão como cortesia o seguro LDW, que é o mais caro e o principal! O Mastercard Black e Platinum e o Visa Platinum, por exemplo, têm o serviço. Para conseguir a cobertura do LDW, é preciso fazer a reserva do aluguel do carro com esse cartão e também pagar com esse cartão. Pelo site do seu cartão, você pode contratar o seguro inserindo seus dados e os dados da reserva do carro. Atenção: você deve emitir o seguro antes de  pegar o carro, e na locadora recusar o LDW.

O que eu fiz então? Reservei novamente o carro (já que eu havia cancelado a reserva), cadastrei na reserva o meu cartão que dá direito ao seguro, emiti o seguro pelo site (em algumas horas ele foi enviado para o meu e-mail, mas é melhor emitir com alguns dias de antecedência) e ao alugar o carro em Miami (com as malas e pouco antes de pegar a estrada), recusei o LDW. Também recusei o Premium Road Service, porque achei que ele não seria tão necessário. Já o seguro contra terceiros, o LIS, eu contratei (é importante para não ter brigas, confusões e gastos no caso de danos a terceiros).

Dica número 4: Quando fiz a reserva do aluguel do carro de novo, pedi para buscá-lo na loja de Miami Beach (em vez do aeroporto) porque era mais perto do meu hotel. Olhem só a diferença do “pre-purchased fuel tank (o abastecimento pré pago do tanque): consegui economizar no aluguel do carro mais uma vez. A taxa baixou de US$ 40 para US$ 15,95 só porque no aeroporto o preço do galão mais caro.

Aluguel de carro nos EUA_nota 2

O novo recibo, com os US$ 700 a menos, e isso que a diária do novo aluguel ainda era um pouco mais alta

E o GPS?

O aluguel do GPS com a Hertz iria custar US$ 18 por dia, então para 12 dias eu teria que pagar US$ 216, ou quase R$ 870 só do GPS! Como eu ia pegar estrada, não podia ficar sem. O que eu fiz então? Eu tinha um chip internacional, da EasySIM4U, com 4G ilimitado, então eu pude usar o Waze todo o tempo!  Dez dias do chip custam US$ 50, e além do 4G ilimitado, eu tinha direito a ligação nos Estados Unidos ilimitada e SMS ilimitado. Por US$ 10 a mais (US$ 60 no total), eu tinha direito a ligação para o Brasil ilimitada também.

Tudo isso foi essencial para eu resolver os pepinos do cartão no banco do Brasil, ligar na locadora nos EUA, marcar o shuttle para o hotel, etc. Se vocês gostaram das dicas, dá para comprar o chip aqui pelo blog e vocês não pagam nada a mais por isso. Lembrem-se de pedir o chip com  uns dez dias de antecedência porque ele é enviado pelo correio para a casa de vocês no Brasil. No avião mesmo já é possível trocar o chip, e quando o avião pousar vocês já vão estar conectados.

Aluguel de carro nos EUA_como economizar

Mais uma do carro: é o azul tá, gente?

Quanto custou a gasolina?

A rota que eu fiz, de Miami a Orlando pela costa oeste, tem 700 km, mas claro que rodei muito mais que isso. Para cada ida à farmácia, ao café, ao restaurante ou ao que quer que seja nos Estados Unidos, a gente roda uns 10 km. No meu recibo final, veio marcado que nos dez dias em que fiquei com o carro rodei no total 642 milhas, o que dá 1.033 km.

E quanto eu gastei? Abasteci o carro só três vezes: na primeira com US$ 20, na segunda com US$ 22,95 e na terceira, antes de entregar o carro, com US$ 18,80, o que deu US$ 61,75 para andar 1.033 km!!

Dica número 6: lembram aquela taxa que eu tinha contratado para que eu pudesse devolver o carro sem abastecer? Na hora de a locadora calcular a quantidade de galões necessária para encher o tanque, o preço cobrado é mais caro do que no posto. Por isso, resolvi encher o tanque antes, e nesse caso, o valor pré-pago é abatido da cobrança.

Como economizar no Aluguel do carro nos EUA_nota 3

O recibo final! De US$ 1.176 para US$ 483

Você também pode gostar de